Topo

Canadá rejeita volta da Rússia ao G8 por presença no leste da Ucrânia

22/08/2019 19h00

Ottawa, 22 Ago 2019 (AFP) - O Canadá rejeita o regresso da Rússia ao G8 até que Moscou libere os territórios anexados no leste da Ucrânia, declarou nesta quinta-feira a chanceler canadense, Chrystia Freeland.

"A violação da Rússia ao direito internacional ao invadir a Crimeia e anexar Donbass, e ao prosseguir apoiando a guerra (no leste da Ucrânia) não nos dá outra opção que "excluir" Moscou do grupo dos oito países mais industrializados, declarou a chanceler canadense.

"Não apoiamos a ideia de voltar a convidar a Rússia", confirmou uma fonte do governo canadense à imprensa.

A ministra fez a declaração na véspera da partida do primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, a Biarritz (sudoeste da França), que neste final de semana sediará a Cúpula do G7 (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido).

"Todos ficarão muito felizes de convidar a Rússia para voltar ao G7 assim que abandone a Crimeia e Donbass, simples assim", declarou a diplomata sobre as duas regiões ucranianas anexadas por Moscou.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse na terça-feira ser a favor do regresso da Rússia ao G8, sem mencionar qualquer condição.

sab/et/lr

Mais Notícias