Topo

Coreia do Sul vai romper acordo de cooperação de inteligência militar com o Japão

22/08/2019 10h56

Seul, 22 Ago 2019 (AFP) - A Coreia do Sul anunciou, nesta quinta-feira, que romperá um acordo de cooperação de inteligência militar com o Japão, após as tensões diplomáticas e comerciais nas últimas semanas entre os dois países.

"Seul decidiu colocar um ponto final no acordo", conhecido como GSOMIA, afirmou Kim You-geun, primeiro diretor adjunto do Escritório de Segurança Nacional, organismo vinculado à presidência sul-coreana.

"Avisaremos o governo japonês por meio de um telegrama diplomático", disse.

O Japão retirou no início de agosto a Coreia do Sul de uma lista de parceiros preferenciais para exportações, "sem justificativa", criticou Kim You-geun.

O funcionário sul-coreano lamentou a adoção da medida por Tóquio sob a alegação de motivos de segurança e perda de confiança em Seul, o que representa "uma mudança significativa" na cooperação entre os dois países na área de defesa.

"Em uma situação como esta decidimos que não é do interesse nacional manter o acordo assinado para trocar informações sensíveis a nível militar", afirmou Kim You-geun.

Japão e Coreia do Sul assinaram o acordo de cooperação militar em novembro de 2016, com o apoio dos Estados Unidos, em resposta aos testes nucleares da Coreia do Norte.

O ministro japonês das Relações Exteriores, Taro Kono, reagiu ao anúncio algumas horas depois e afirmou que Tóquio "rejeita com veemência" a decisão de Seul.

"Tenho que dizer que a decisão do governo sul-coreano de acabar com este pacto é um grande erro de julgamento da situação da segurança regional e é algo muito infeliz", declarou o chanceler em um comunicado.

kjk/qan/eb/zm/fp

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias