Topo

Trudeau gasta suas últimas cartas, de olho nas eleições no Canadá

13/10/2019 12h18

Ottawa, 13 Out 2019 (AFP) - O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, luta para manter sua maioria parlamentar na última semana de uma campanha apertada para as eleições gerais de 21 de outubro.

As últimas pesquisas marcaram um empate nas intenções de voto entre liberais e conservadores, liderados por Andrew Scheer.

Com apenas 32% de apoio cada um, nenhum dos dois partidos está em posição de ganhar as 338 cadeiras necessários para obter maioria absoluta na Câmara dos Comuns. Quem conseguir uma maioria relativa de votos deverá buscar o apoio de um ou mais partidos menores para compor o próximo governo.

"Desde os anos 1980, não vejo uma campanha eleitoral na qual os dois principais partidos sejam tão próximos e nenhum dos dois conseguiu cativar os eleitores", afirmou Christian Bourque, da empresa de pesquisas Leger.

"O apoio aos liberais está perto de seu mínimo histórico, o que significa que Trudeau não conseguiu convencer um número suficiente de eleitores progressistas para que fiquem com ele", disse Bourque à AFP.

"Enquanto isso, os conservadores não conseguir atrair os eleitores de centro (para além de sua própria base)", acrescenta.

A falta de um tema aglutinador, alega Bourque, tem sido problemática para todos os partidos nesta eleição, mas mais ainda para as duas principais siglas que se alternam há décadas no governo.

"Os partidos tradicionais estão lutando para cativar, inspirar e motivar os eleitores a sair e votar", explica o especialista.

Ao longo da campanha, Trudeau acusou Scheer e os conservadores de promoverem "políticas de medo e divisão" e de planejarem, secretamente, cortar bilhões em despesas sociais e de infraestrutura.

Scheer respondeu que Trudeau é um "mentiroso compulsivo", "um falso e uma fraude" e criticou sua intromissão no julgamento criminal da gigante da engenharia SNC-Lavalin.

Em vez de ajudar Scheer, porém, a desilusão do eleitorado com Trudeau impulsionou os Novos Democratas, que também se beneficiaram das boas atuações de seu novato líder Jagmeet Singh nos debates entre os candidatos.

Nesta última semana da campanha, a previsão de Bourque é que todos os partidos intensificarão ataques pessoais a líderes rivais.

amc/bgs/dg/lda/aa/tt

SNC-LAVALIN GROUP

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias