Topo

Trump desiste de receber encontro do G7 em seu resort de Miami

Trump recuou após democratas apresentarem no Congresso um projeto de lei para bloquear o plano. - Leah Millis/Reuters
Trump recuou após democratas apresentarem no Congresso um projeto de lei para bloquear o plano. Imagem: Leah Millis/Reuters

20/10/2019 08h19

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou no sábado que a próxima reunião de cúpula do G7 não acontecerá em um de seus clubes de golfe no estado da Flórida, recuando em uma decisão que havia provocado acusações de corrupção.

"Baseados na hostilidade irracional tanto da mídia como dos democratas, já não consideramos o Trump National Doral, de Miami, como a sede da reunião do G7 em 2020", escreveu o presidente no Twitter.

"Começaremos a busca de outro local, incluindo a possibilidade de Camp David, de imediato", completou.

O chefe de gabinete interino de Trump, Mick Mulvaney, anunciou na quinta-feira que o resort na Flórida era "o melhor" lugar entre vários considerados para o encontro, que acontecerá 10 e 12 de junho de 2020.

Na sexta-feira, os democratas apresentaram no Congresso um projeto de lei para bloquear o plano. Os opositores já abriram uma investigação para um julgamento político de Trump por supostamente ter pressionado a Ucrânia para interferir a favor de sua reeleição nas eleições de 2020.

Minimizando qualquer questionamento ético ou legal, Trump havia afirmado que, com a organização do encontro do G7 em seu resort, não receberia "nada" de lucro.

Notícias