Topo

Palestino morre em manifestações pelo aniversário de morte de Arafat

O corpo do palestino Omar al-Badawi é carregado no campo de refugiados de Al Arub - Mussa Qawasma/Reuters
O corpo do palestino Omar al-Badawi é carregado no campo de refugiados de Al Arub Imagem: Mussa Qawasma/Reuters

11/11/2019 10h11

Um palestino morreu em um confronto com o exército israelense em um campo de refugiados perto de Hebron, na Cisjordânia, durante protestos que recordavam o aniversário da morte do líder palestino Yasser Arafat.

"Um mártir morreu em Al Arub", afirmou o Ministério da Saúde da Palestina.

Segundo as fontes médicas palestinas, Omar al-Badawi, de 22 anos, foi baleado no peito em confrontos no campo de refugiados de Al Arub, localizado entre Belém e Hebron, no sul da Cisjordânia, ocupado por Israel desde 1967. Ele veio a morrer no hospital onde era atendido. O exército israelense não respondeu aos contatos da AFP.

Nesta segunda-feira aconteceram várias manifestações na Cisjordânia em memória do líder palestino Yasser Arafat, que morreu há exatamente 15 anos em um hospital na França.

Muitos desses protestos terminaram em confrontos com o exército israelense.

Arafat, que encarnou a luta palestina pela independência por décadas, morreu em 11 de novembro de 2004 aos 75 anos.

Autoridades e cidadãos palestinos acham que ele morreu envenenado.

Uma investigação da França não encontrou nenhuma evidência para apoiar essa hipótese, mas outra investigação realizada na Suíça deixa a porta aberta para uma possível morte por envenenamento.

Notícias