Topo

Países europeus do Conselho da ONU criticam EUA por aprovação de assentamentos em Israel

20/11/2019 21h09

Nações Unidas, Estados Unidos, 21 Nov 2019 (AFP) - Os membros europeus do Conselho de Segurança da ONU criticaram nesta quarta-feira a decisão dos Estados Unidos de não considerar mais ilegais os assentamentos israelenses, mas não nomearam o país governado por Donald Trump.

"Nossa posição sobre a política de assentamento israelense no território palestino ocupado, incluindo Jerusalém Oriental, é clara e permanece sem mudanças", disseram Grã-Bretanha, França, Alemanha, Bélgica e Polônia em um comunicado conjunto.

"Toda atividade de assentamento é ilegal sob a normativa internacional e mina a viabilidade de uma solução de dois Estados e as perspectivas de uma paz duradoura", afirmaram.

"Fazemos um chamado a Israel para que encerre toda atividade de assentamentos em linha com suas obrigações como potência ocupante", acrescentaram, antes de uma reunião do Conselho de Segurança sobre o Oriente Médio.

Na segunda-feira, o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, anunciou que os assentamentos israelenses "não eram, em si, incompatíveis com o direito internacional", rompendo com as resoluções do Conselho de Segurança da ONU que declaram que os assentamentos são ilegais.

pdh/jm/llu/lp/db

Notícias