Topo

China decidida a responder após voto de apoio do Congresso americano a Hong Kong

21/11/2019 06h06

Pequim, 21 Nov 2019 (AFP) - China advertiu nesta quinta-feira que está decidida a tomar medidas para "responder com determinação" à resolução do Congresso dos Estados Unidos em apoio aos manifestantes de Hong Kong.

"Condenamos com veemência e nos opomos firmemente à adoção de projetos de lei relacionados com Hong Kong", afirmou o porta-voz do ministério chinês da Relações Exteriores, Geng Shuang.

"Ninguém deve subestimar a determinação da China a salvaguardar sua soberania nacional, sua segurança e seus interesses em termos de desenvolvimento", insistiu Geng.

O Congresso dos Estados Unidos aprovou na quarta-feira uma resolução de apoio aos "direitos humanos e à democracia" em Hong Kong e ameaçou suspender o estatuto econômico especial concedido por Washington à ex-colônia britânica.

O texto precisa ser promulgado por Donald Trump, que a princípio deve aprová-lo, de acordo com uma fonte próxima ao caso.

A Lei de Direitos Humanos e Democracia de Hong Kong foi adotada pela Câmara de Representantes por 417 votos contra um, um dia depois de que o Senado a aprovou por unanimidade.

A Câmara também aprovou por ampla maioria uma legislação adotada pelo Senado que proíbe a venda de gases lacrimogêneos, balas de borracha e outros equipamentos utilizados pelas forças de segurança de Hong Kong.

prw-lth/tjx/qan/zm/bl/fp

Notícias