PUBLICIDADE
Topo

Traficantes de pele de tigre Sumatra são presos na Indonésia

09/12/2019 09h53

Jacarta, 9 dez 2019 (AFP) - A pele de um tigre de Sumatra, espécie em risco crítico de extinção, e quatro fetos foram apreendidos na Indonésia após a prisão de três contrabandistas no final de semana, informaram as autoridades.

"Suspeitamos que queriam vender a pele a colecionadores, não somente na Indonésia", explicou nesta segunda-feira à AFP Edward Hutapea, responsável pela conservação do meio-ambiente em Pekanbaru, na ilha de Sumatra.

Os ossos do animal já haviam sido postos à venda antes, para serem utilizados em preparados médicos na Ásia.

Não ficou qual claro qual seria o uso dos fetos, conservados em um frasco e procedentes de outro tigre cuja pele já havia sido vendida pelos contrabandistas.

Os suspeitos podem ser condenados a até cinco anos de prisão.

O contrabando de animais salvagens é responsável por quase 80% das mortes dos tigres de Sumatra, segundo a TRAFFIC, ONG que fiscaliza o comércio da fauna e da flora selvagens.

A União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) considera que o tigre de Sumatra está em risco crítico de extinção e estima em menos de 400 os exemplares que ainda vivem na natureza.

agn/pb/tom/lch/jhd/es/zm/cc