PUBLICIDADE
Topo

Comitê da Câmara de Representantes dos EUA aprova acusações contra Trump

13/12/2019 12h48

Washington, 13 dez 2019 (AFP) - O Comitê Judiciário da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou duas acusações contra o presidente Donald Trump nesta sexta-feira, abrindo caminho para a votação completa sobre a possibilidade de prosseguir com o julgamento político contra o presidente.

Vinte e três legisladores do Comitê votaram a favor e 17 contra para continuar com a acusação contra Trump por abuso de poder e obstrução do Congresso.

Agora deve se pronunciar o plenário, onde os democratas têm maioria.

A acusação precisa de uma maioria simples para ser aprovada, mas no Senado, controlado pelos republicanos, o processo de impeachment precisa de uma maioria de dois terços para ser aprovado.

O líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, disse à Fox News na quinta-feira que "não há chance de o presidente ser destituído".

Após dois meses de investigações, os parlamentares democratas afirmam que Trump reteve ajuda militar para a Ucrânia por interesses eleitorais e pessoais.

Além disso, ele é acusado de oferecer uma visita à Casa Branca a seu colega ucraniano, Volodimir Zelenski, em troca de Kiev abrir uma investigação contra o ex-vice-presidente Joe Biden, um de seus rivais políticos nas eleições de 2020.

Os democratas também acreditam que Trump incorreu em obstrução ao tentar bloquear os esforços do Congresso para investigar as ações do presidente, o que, para eles, é uma violação da Constituição, que dá ao Legislativo um mandato para supervisionar o Poder Executivo.

Antes de Trump, dois presidentes americanos enfrentaram um julgamento político: Andrew Johnson em 1868 e Bill Clinton em 1998. O republicano Richard Nixon renunciou antes da votação.

bur-an/rsr/cn

Notícias