PUBLICIDADE
Topo

Premiê britânico adverte Putin sobre caso do ex-espião Skrypal

19/01/2020 14h33

Londres, 19 Jan 2020 (AFP) - O primeiro-ministro britânico, Boris Jonhson, informou ao presidente russo, Vladimir Putin, neste domingo (19), que "a posição do Reino Unido" no caso Skripal "não mudou" e o advertiu a "não repetir tal ataque" no país.

O ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia foram envenenados em março de 2018, em Salisbury, Inglaterra, com o Novitchok, um agente neurotóxico.

Em seu primeiro encontro desde que assumiu o poder em junho, Johnson classificou este ataque contra o ex-agente duplo russo como "uso imprudente de armas químicas e de uma descarada tentativa de assassinar pessoas inocentes em solo britânico", advertiu Downing Street, em um comunicado.

A nota foi divulgada por ocasião do encontro de Putin e Johnson na Conferência Internacional sobre a Líbia, que acontece hoje em Berlim.

cdu/cls/mab/age/tt

Notícias