PUBLICIDADE
Topo

Hamas rejeita plano de paz dos EUA para o Oriente Médio

28/01/2020 16h55

Gaza, Territórios palestinos, 28 Jan 2020 (AFP) - O movimento islamita palestino Hamas, no poder na Faixa de Gaza, rejeitou nesta terça-feira (28) o plano de paz para o Oriente Médio apresentado em Washington pelo presidente americano, Donald Trump, e pelo primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

"Hoje dizemos que rejeitamos esse plano. Não aceitaremos um substituto para Jerusalém como capital do Estado da Palestina", disse à AFP Khalil al-Hayya, alto funcionário do movimento, em referência às declarações de Trump, cujo plano faz de Jerusalém a capital "indivisível" de Israel, enquanto abre caminho para um Estado palestino com Jerusalém Oriental como sua capital.

O dirigente se referiu às declarações de Trump, cujo plano prevê transformar Jerusalém na capital "indivisível" de Israel, ao mesmo tempo em que abre a via para a criação de um Estado palestino com Jerusalém oriental como capital.

Este plano de paz "está condenado ao fracasso" e poderia levar os palestinos a uma "nova fase" de sua luta, advertiu o líder do Hamas, Ismail Haniyeh, antes do anúncio do presidente Trump.

Segundo autoridades em Ramallah (Cisjordânia ocupada) e Gaza, o líder do Hamas falou por telefone na noite de terça-feira com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, de uma reação conjunta ao projeto americano.

O Hamas, hostil à Autoridade Palestina, participou incomumente de um encontro na noite desta terça-feira com o líder palestino em Gaza, embora Haniyeh, que se encontra no exterior, tenha se ausentado.

AFP/mvv

Notícias