PUBLICIDADE
Topo

Brasileiros repatriados de Wuhan chegam em Anápolis

09/02/2020 11h05

Rio de Janeiro, 9 Fev 2020 (AFP) - As 34 pessoas repatriadas pelo Brasil de Wuhan, epicentro da nova epidemia de coronavírus, chegaram na manhã deste domingo em Anápolis, onde foram colocadas em quarentena em uma base militar.

Os dois aviões que levavam os repatriados pousaram por volta das 6h00 na base da Força Aérea de Anápolis, anunciou a Força Aérea Brasileira no Twitter.

Em um vídeo ilustrando o tuíte, podemos ver passageiros saindo de um avião para entrar diretamente em um ônibus. Ao redor do avião, uma dúzia de pessoas na pista usava grandes roupas de proteção amarelas.

O grupo incluiu sete crianças e quatro cônjuges chineses de cidadãos brasileiros.

O ministério da Defesa garantiu neste domingo que nenhum repatriado foi infectado com o coronavírus e que todos estão em bom estado de saúde.

Essas 34 pessoas e as 24 outras que participaram da missão de repatriamento (médicos e tripulação) deverão permanecer em quarentena por 18 dias.

O retorno de Wuhan ao Brasil durou aproximadamente 26 horas, com 4 escalas, em Urumqi (China), Varsóvia, onde também foram repatriados quatro poloneses, Las Palmas (Espanha) e Fortaleza.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro justificou inicialmente "obstáculos diplomáticos, orçamentários e legais" para repatriar os brasileiros de Wuhan.

Vários deles lançaram apelos nas redes sociais por assistência do governo, que finalmente concordou em repatriá-los.

O Congresso teve que aprovar em caráter de urgência uma lei definindo as condições para o repatriamento e a quarentena dos brasileiros de Wuhan, além de uma bateria de medidas excepcionais no caso do aparecimento do coronavírus.

Segundo o último boletim do ministério da Saúde, o Brasil tem oito casos suspeitos de coronavírus, mas nenhum caso confirmado ainda.

A epidemia matou mais de 800 pessoas, quase todas na China, com mais de 37.000 pessoas infectadas.

lg/mr