PUBLICIDADE
Topo

EUA elogiam luta angolana contra a corrupção

17/02/2020 15h21

Luanda, 17 Fev 2020 (AFP) - De passagem por Luanda, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, elogiou nesta segunda-feira (17) o combate à corrupção no país, movimento iniciado pelo presidente João Lourenço, principalmente em relação à família do seu antecessor, José Eduardo dos Santos.

"Em dois anos e meio no poder, o presidente Lourenço tem feito um trabalho formidável para fazer dela (corrupção) um fantasma do passado", declarou Mike Pompeo em coletiva de imprensa, após reunir-se com o presidente angolano.

João Lourenço "potencializa a transparência, ajuda as instituições financeiras a serem limpas e persegue" os culpados, declarou Pompeo, que está em turnê pela África.

"Sou otimista quanto a ele continuar libertando Angola da corrupção", acrescentou.

Membro do partido que está no poder na Angola desde sua independência, conquistada em 1978, desde que assumiu a presidência João Lourenço tirou do poder a maioria dos parentes do seu antecessor que estavam em cargos de chefia em instituições, empresas públicas e de segurança do país.

Vários dos demitidos foram levados à Justiça, como por exemplo a filha do ex-presidente, Isabel dos Santos, retirada do seu posto de presidente da gigante petrolífera estatal Sonangol, acusada de fraude, desvio e lavagem de dinheiro.

O seu meio-irmão, José Filomeno dos Santos, que presidia o fundo soberano do país, está sendo julgado desde dezembro em Luanda por desvio de dinheiro público.

Os críticos de José Eduardo dos Santos o acusam de ter colocado a economia do país à disposição de uma série de parentes seus.

Pompeo declarou-se animado quanto aos esforços angolanos em privatizar 195 empresas públicas, o que "atrairá bastante a iniciativa privada".

Depois do Senegal e de Angola, Mike Pompeo segue viagem para a Etiópia, onde chegará nesta segunda à noite e permanecerá até a próxima quarta-feira.

str-sn/bed/stb/jvb/mb/ll

Notícias