PUBLICIDADE
Topo

Parlamento chinês cogita adiar sessão anual por epidemia de coronavírus

17/02/2020 06h12

Pequim, 17 Fev 2020 (AFP) - O Parlamento chinês avalia um adiamento de sua sessão plenária, o grande evento anual do regime comunista, anunciou nesta segunda-feira a agência estatal Xinhua, no momento em que o país enfrenta uma epidemia de pneumonia viral.

A sessão de 10 dias, durante a qual o Parlamento habitualmente ratifica por grande maioria as decisões do Partido Comunista, deve começar em 5 de março.

Mas o Comitê Permanente da Assembleia Nacional Popular (ANP, Parlamento) se reunirá na próxima semana para "deliberar sobre um projeto de adiamento da terceira sessão anual parlamentar", informou a Xinhua.

A agência não explicou o motivo do possível adiamento, mas uma decisão neste sentido é aguardada em função da epidemia do novo coronavírus, que provocou 1.770 mortes na China e deixou mais de 70.500 infectados desde dezembro. O vírus se propagou a todo o território.

Mais de 600 casos foram registrados em quase 30 países.

Praticamente toda a província de Hubei (centro), onde a doença surgiu, está em quarentena desde 23 de janeiro, com 56 milhões de habitantes isolados do mundo.

Durante uma reunião que começará em 24 de fevereiro, o Comitê Permanente da ANP discutirá ainda um projeto de lei para proibir o comércio de animais selvagens, assim como seu consumo "para proteger a vida, a saúde e a segurança das pessoas".

Especialistas acreditam que a epidemia do novo coronavírus teve origem em um mercado de Wuhan, capital da província de Hubei, onde eram vendidos animais selvagens vivos.

bar/phv/mis/bc/mis/fp

Notícias