PUBLICIDADE
Topo

Confirmam caso de coronavírus de chilena que viajava em cruzeiro no Japão

20/02/2020 21h08

Santiago, 21 Fev 2020 (AFP) - Autoridades do Chile confirmaram nesta quinta-feira (20) que uma chilena que trabalhava como tripulante no cruzeiro "Diamond Princess", em quarentena na costa do Japão, contraiu o novo coronavírus.

"Trata-se de uma mulher de 45 anos que, durante o final de semana, apresentou um quadro de infecção respiratória aguda com febre alta e dores musculares", informou o Ministério da Saúde chileno.

De acordo com o ministério, após o exame de confirmação do diagnóstico, ela foi "levada a um hospital em Tóquio, onde se encontra em um bom estado, recuperando-se de um quadro de pneumonia, segundo as autoridades locais".

Consultado pela imprensa, o ministro das Relações Exteriores chileno, Teodoro Ribera, afirmou que "a mulher está fora de perigo".

No último 7 de fevereiro, um argentino foi registrado como contaminado pelo vírus, estando a bordo do "Diamond Princess". Havia sido o primeiro caso de um latino-americano infectado pela epidemia.

Durante a checagem mais recente feita no navio, as autoridades chinesas confirmaram que outras 13 pessoas tiveram resultado positivo para o teste do novo coronavírus, aumentando o número de infectados no cruzeiro para 634, o maior número de contagiados fora da China.

No país onde a epidemia surgiu, até o momento 2.118 pessoas morreram e mais de 74.500 foram infectadas pelo COVID-19.

pa/gma/bn

Notícias