PUBLICIDADE
Topo

Papel higiênico é racionado na Austrália por conta do medo de contágio do coronavírus

03/03/2020 23h57

Sydney, 4 Mar 2020 (AFP) - A maior rede de supermercados da Austrália anunciou nesta quarta-feira (noite de terça no Brasil) que irá racionar a venda de papel higiênico devido à grande demanda pelo produto pelo medo do novo coronavírus.

Em muitos países, os consumidores esgotaram os estoques deste produto por medo de uma escassez no fornecimento.

Segundo a rede Woolworths a limitação de quatro pacotes de papel higiênico por pessoa será aplicada "para garantir que mais clientes tenham acesso aos produtos".

Os consumidores australianos compraram massivamente certos produtos nos últimos dias. Imagens de prateleiras vazias de produtos como papel higiênico e massas circulam nas redes sociais.

Também houve escassez de máscaras e gel higienizante a base de álcool, devido ao medo desencadeado pela epidemia de COVID-19.

"Entendo que as pessoas se preocupam e vão ao supermercado e fazem esse tipo de coisa. Mas, na minha opinião, não é necessário", disse nesta quarta o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, à emissora de rádio 2GB.

Até o momento, epidemia causou 3.155 falecimentos e infectou mais de 92.000 pessoas em 78 países e territórios ao redor do mundo, segundo dados da AFP estabelecidos a partir de fontes oficiais.

A Austrália registrou 41 casos confirmados, um deles mortal, um ex-passageiro do navio de cruzeiro "Diamond Princess".

hr/arb/jah/ybl/hh/erl/lca

WOOLWORTHS LTD