PUBLICIDADE
Topo

Primeira-dama canadense é diagnosticada com coronavírus

13/03/2020 00h04

Ottawa, 13 Mar 2020 (AFP) - O governo do Canadá informou nesta quinta-feira que Sophie Gregoire Trudeau, esposa do primeiro-ministro Justin Trudeau, foi diagnosticada com o novo coronavírus.

A primeira-dama canadense retornou de Londres com sintomas de gripe e foi submetida a exames.

"Sophie Gregoire Trudeau fez hoje exames para a Covid-19. E o resultado foi positivo", informou o gabinete do primeiro-ministro.

"Seguindo a orientação médica, ela permanecerá isolada no momento, mas está bem, adotando todas as precauções recomendadas e com sintomas leves".

Em relação ao primeiro-ministro, "goza de boa saúde e não apresenta sintomas", mas "por medida de precaução e seguindo a orientação dos médicos, ficará isolado durante um período de 14 dias", mas não fará o teste para o coronavírus.

O comunicado destaca que "o primeiro-ministro continuará assumindo plenamente seus deveres e falará aos canadenses" nesta sexta-feira.

Trudeau deve conversar por telefone "com líderes internacionais", mas cancelou uma reunião marcada para quinta e sexta-feira em Ottawa com os primeiros-ministros das províncias e territórios canadenses.

A presidente e vice-primeira-ministra do Canadá, Chrystia Freeland, conversarão por telefone com os líderes provinciais por "considerar ações coletivas para limitar a disseminação do Covid-19 e proteger os canadenses", segundo o comunicado.

O coronavírus infectou mais de 150 pessoas no Canadá e deixou um morto desde que a pandemia começou em dezembro na China.

Com 13 casos em seu território, o governo de Quebec anunciou uma série de medidas estritas para impedir a propagação do coronavírus nessa província, em particular pedindo aos viajantes que retornam do exterior que sejam isolados por duas semanas.

O governo da província também proibiu reuniões em locais fechados com mais de 250 pessoas e pediu à população que trabalhe de casa sempre que possível.

leo/seb/mls/piz/cc/lca