PUBLICIDADE
Topo

Irã vai liberar 10.000 presos indultados

19/03/2020 09h32

Teerã, 19 Mar 2020 (AFP) - O Irã vai liberar 10.000 detentos que receberam um indulto por ocasião do Ano Novo iraniano na sexta-feira 20 de março, informou a autoridade judicial do país.

Entre os beneficiados figuram metade das pessoas condenadas por violação da segurança nacional, de acordo com o site Mizan Online.

O indulto é concedido pelo guia supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, a pedido do Poder Judiciário com o objetivo de "diminuir o número de presos, levando em consideração a situação sensível do país", declarou Gholamhossein Esmaili, porta-voz da instituição judicial, sem mencionar explicitamente o novo coronavírus.

"Metade dos culpados de crimes vinculados à segurança do Estado será beneficiada por este indulto", disse Esmaili, sem revelar o número exato.

O site Mizan Online destacou o "caráter sem precedente" da medida que envolve as pessoas condenadas a menos de cinco anos de prisão.

Em Londres, a Anistia Internacional elogiou a decisão, mas fez um apelo para que as autoridades iranianas "libertem imediatamente e sem condições todos os presos de consciência".

O Irã é um dos países mais afetados pelo novo coronavírus, com 1.284 mortos.

ap/mj/feb/zm/mar/fp