PUBLICIDADE
Topo

Fraudes ligadas a coronavírus custam quase US$ 5 mi a americanos

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Da AFP, em Washington

31/03/2020 17h41

Esquemas de fraude relacionados ao coronavírus estão aumentando rapidamente e custaram aos consumidores dos Estados Unidos cerca de US$ 4,77 milhões até agora, informou um órgão de fiscalização do governo hoje.

A Comissão Federal de Comércio informou que mais de 7.800 casos relacionados ao coronavírus foram reportados por consumidores na segunda-feira, o dobro do número da semana anterior.

A agência de proteção ao consumidor informou que as queixas de fraude incluem e-mails sobre cancelamentos e reembolsos de viagens e férias, golpes em compras online, além de falsos esquemas governamentais e comerciais.

Muitos dos esquemas também foram praticados por mensagens de texto ou ligações gravadas, segundo a FTC.

A perda média para os consumidores foi de US$ 598.

O potencial de fraude pode aumentar ainda mais, principalmente como resultado do estímulo de US $ 2 trilhões, aprovado pelo Congresso este mês.

A FTC alertou os consumidores no início de março contra possíveis fraudadores que pedissem números da previdência social, que poderiam ser usados para roubar identidades ou que solicitassem o pagamento de uma taxa inicial de qualificação para o benefício.

"O governo não solicitará que você pague nada adiantado para conseguir esse dinheiro", afirmou a FTC em comunicado. "Sem taxas. Sem cobranças. Sem nada", reforçou.

Coronavírus