PUBLICIDADE
Topo

Trump alerta americanos que próximas duas semanas serão muito difíceis

31/03/2020 20h12

Washington, 31 Mar 2020 (AFP) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou os americanos nesta terça-feira que as próximas duas semanas serão "muito, muito dolorosas", uma vez que o número de novos casos da covid-19 continua aumentando no país.

"Vamos passar por duas semanas muito difíceis", acrescentou o presidente americano durante uma coletiva de imprensa na Casa Branca.

Trump descreveu a pandemia do novo coronavírus como "uma peste".

"Eu quero que todos os americanos estejam prontos para os dias difíceis que se aproximam", afirmou em tom grave, prevendo que ao final desse período seria possível "começar a ver uma luz real no fim do túnel".

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, os Estados Unidos registram mais de 184.000 casos de contaminação por Covid-19 e mais de 3.700 mortos.

O número de óbitos continua a acelerar, especialmente em Nova York, o epicentro da pandemia nos Estados Unidos.

A Casa Branca estima que a doença matará de 100.000 a 240.000 pessoas se as restrições atuais forem cumpridas, em comparação com as 1,5 a 2,2 milhões de mortes que ocorreriam se nenhuma ação fosse tomada. No domingo, Trump mencionou que poderiam ser entre 100.000 e 200.000 vítimas fatais.

Com base nessas projeções, especialistas da força-tarefa americana de combate ao vírus defenderam a manutenção das medidas de contenção parcial ou total por 30 dias, conforme anunciado por Donald Trump no domingo, assegurando que elas tiveram um efeito positivo.

"Não existe vacina ou terapia mágica, é apenas uma questão de comportamento", disse Deborah Birx, coordenadora da equipe americana de coronavírus.

Notícias