PUBLICIDADE
Topo

Bancos britânicos anulam dividendos a pedido do Banco da Inglaterra

01/04/2020 08h16

Londres, 1 Abr 2020 (AFP) - Os principais bancos britânicos anunciaram nesta quarta-feira (1), atendendo à solicitação do Banco da Inglaterra (BoE), que não pagarão dividendos este ano e que vão renunciar a seus programas de compra de ações para preservar sua liquidez em plena crise do coronavírus.

"Para ajudar os clientes do Barclays a responderem às necessidades de empresas e lares para superarem as dificuldades causadas pela COVID-19", o banco não pagará qualquer dividendo e não comprará ações em 2020, informou a entidade em um comunicado.

Além disso, "em resposta a um pedido" do BoE, o Barclays "concordou em cancelar o dividendo de 6 pence por ação para 2019 que devia ser pago em 3 de abril".

Já o HSBC disse lamentar "o impacto que o cancelamento" do pagamento de dividendos "terá nos nossos acionistas, incluindo (os pequenos acionistas) em Hong Kong, no Reino Unido e em outros lugares".

Lloyds Bank, Standard Chartered e Royal Bank of Scotland tomaram a mesma decisão, segundo comunicados divulgados nesta quarta. Na nota, estas instituições insistem em que seus balanços são saudáveis e têm confortáveis reservas de liquidez.

O Banco da Inglaterra "acolheu com satisfação" esta decisão de suspender dividendos e compra de ações até o fim do ano e disse esperar que as entidades "não paguem bônus em dinheiro aos altos executivos".

Como consequência, as ações do setor caíram fortemente. Em um mercado londrino que caía 4%, o HSBC perdia 9%; Standard Chartered, 7%; e Lloyds e RBS, 5% cada um.

ved/acc/mis/tt

BARCLAYS

ROYAL BANK OF SCOTLAND GROUP

STANDARD CHARTERED

HSBC

LLOYDS BANKING GROUP

Notícias