PUBLICIDADE
Topo

Hungria prorroga 'indefinidamente' medidas de confinamento

Viktor Orban, primeiro-ministro da Hungria - ATTILA KISBENEDEK/AFP
Viktor Orban, primeiro-ministro da Hungria Imagem: ATTILA KISBENEDEK/AFP

09/04/2020 18h22

O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, anunciou nesta quinta-feira (9) uma prorrogação por tempo indeterminado das medidas de confinamento colocadas em vigor no mês passado para lutar contra a pandemia de covid-19.

As medidas, que só permitem às pessoas saírem de casa para trabalhar, comprar comida, fazer exercícios ou ir à farmácia, expiravam em 11 de abril.

"Prorrogamos indefinidamente a duração das restrições à circulação. Reconsideraremos as medidas semanalmente", disse Orban, em vídeo publicado em sua página no Facebook.

Orban pediu aos húngaros respeito às restrições durante o feriado da Páscoa, evitando grupos e cumprindo as determinações de distanciamento social em espaços públicos.

"Devemos aceitar que esta Páscoa não transcorrerá como de costume", disse Orban, que também deu aos prefeitos o poder de tomar "decisões mais severas" em suas comunidades.

O Parlamento húngaro aprovou na semana passada uma lei que dá a Orban poderes quase ilimitados no âmbito de um estado de emergência, segundo ele necessário para combater a pandemia, que deixou 66 mortos de 980 casos de contágio no país com 10 milhões de habitantes.

A União Europeia e os Estados Unidos pediram às autoridades húngaras respeito às liberdades fundamentais.

Coronavírus