PUBLICIDADE
Topo

África do Sul fará abertura gradual do confinamento a partir de 1º de maio

23/04/2020 17h10

Joanesburgo, 23 Abr 2020 (AFP) - O presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, anunciou nesta quinta-feira (23) uma "suavização" muito progressiva, a partir de 1º de maio, do rígido confinamento em que vive o país.

A medida está em vigor desde 27 de março passado.

"Embora um confinamento nacional provavelmente seja o meio mais eficaz, não pode ser prolongado indefinidamente", afirmou Ramaphosa em pronunciamento pela televisão.

"Os habitantes precisam comer, ganhar a vida, as empresas têm que produzir e vender, precisam gerar receita e manter seus trabalhadores", alegou.

"Assim, decidimos, a partir de 30 de abril, que deveremos começar uma recuperação gradual e por fases da atividade econômica", anunciou.

O presidente Ramaphosa insistiu em uma "política prudente de suavização das restrições de confinamento atualmente em vigor".

Primeira potência industrial do continente, a África do Sul contabiliza 3.953 casos confirmados de COVID-19, entre eles 75 mortos. Nas últimas 24 horas, o país registrou sua maior alta do número de pacientes (+318) desde o início da pandemia.

bed/stb/jz/mis/tt