PUBLICIDADE
Topo

Museu de Auschwitz pede ajuda financeira por consequências da pandemia

03/06/2020 11h16

Varsóvia, 3 Jun 2020 (AFP) - O museu do antigo campo de extermínio nazista de Auschwitz-Birkenau, fechado desde meados de março pela pandemia de coronavírus, pediu ajuda financeira nesta quarta-feira.

Em 2020, comemorou-se o 75º aniversário da libertação de Auschwitz-Birkenau, símbolo de todos os campos de extermínio, onde quase metade dos 6 milhões de judeus assassinados durante o Holocausto morreu, bem como centenas de milhares de pessoas de outras origens.

"Pedimos ajuda financeira a todos aqueles que consideram necessário preservar a memória", diz um comunicado publicado no site do museu.

"O orçamento para 2020 entrou em colapso", explica o texto, apesar do "apoio privado" do ministério da Cultura polonês e da Fundação Internacional Auschwitz-Birkenau, que permite a manutenção do emprego e a manutenção dos vestígios desse antigo campo.

No entanto, o museu não possui recursos financeiros para suas atividades educacionais, editoriais e exposições.

O memorial de Auschwitz-Birkenau está fechado desde 12 de março e não poderá ser aberto até o início de julho, de acordo com seu site.

sw/pc/mb/mr

Notícias