PUBLICIDADE
Topo

Governo de El Salvador retifica número de mortos por tempestades: 20

04/06/2020 06h01

San Salvador, 4 Jun 2020 (AFP) - O governo de El Salvador retificou o número de mortos na passagem da tempestade tropical Amanda, que varreu o país no fim de semana, e nas chuvas que continuaram na quarta-feira (3), provocadas pelo fenômeno climático Cristobal: 20 e não 27 como informou por engano.

De acordo com um relatório que foi divulgado pelo governo de Nayib Bukele na quarta-feira à noite, o número de mortos havia aumentado.

"Foi um erro nosso ao atualizar as estatísticas no site oficial que informa sobre a emergência e, de fato, são 20 e não 27 mortes como se informou por engano ", disse à AFP uma fonte da presidência salvadorenha que pediu anonimato.

O número de desaparecidos aumentou de seis para 13, afirmou a mesma fonte.

As tempestades mataram 14 homens e seis mulheres, de acordo com o balanço corrigido.

Uma análise meteorológica do Ministério do Meio Ambiente (MARN) indicou que as chuvas registradas entre terça e quarta-feira em El Salvador são causadas pela influência na América Central da tempestade tropical Cristobal, que se desloca pelo território mexicano.

Antes deste fenômeno, a tempestade tropical Amanda matou e causou danos ao passar pelo território salvadorenho durante o fim de semana. Estradas foram arrastadas ou interrompidas por deslizamentos de terra, inundações, e residências foram destruídas ou danificadas.

Amanda também impactou com força na Guatemala e em Honduras.

Segundo a chefe do Gabinete do governo salvadorenho, Carolina Recinos, atualmente 11.179 pessoas permanecem refugiadas em 210 abrigos no país.

Os prognósticos meteorológicos indicam que as chuvas poderiam continuar em El Salvador até sexta ou sábado, razão pela qual as autoridades pediram à população a "se manter alerta".

ob/mls/mvv/fp

Notícias