PUBLICIDADE
Topo

Justiça francesa abre investigação contra vários ministros por gestão do coronavírus

20.jun.2020 - Funcionários limpam fachada do ministério da Saúde da França que foi coberto de tinta vermelha por manifestantes - Anne-Christine Poujoulat/AFP
20.jun.2020 - Funcionários limpam fachada do ministério da Saúde da França que foi coberto de tinta vermelha por manifestantes Imagem: Anne-Christine Poujoulat/AFP

Em Paris

03/07/2020 14h11

O procurador-geral francês, François Molins, anunciou nesta sexta-feira uma investigação judicial sobre a gestão da crise do coronavírus contra Edouard Philippe, Olivier Véran e Agnès Buzyn, todos membros do governo do presidente Emmanuel Macron.

A comissão de investigação do Tribunal de Justiça da República, com poderes para julgar os crimes de membros do governo, ficará encarregada da investigação.

Molins, que atua como procurador-geral da mais alta jurisdição administrativa, o Tribunal de Cassação, processou nove acusações contra esses membros do governo, entre eles o que foi primeiro-ministro até esta sexta-feira, Edouard Philippe.

Buzyn foi ministra da Saúde até meados de fevereiro, quando deixou o cargo para se candidatar à prefeitura de Paris, sendo substituída por Véran.

Coronavírus