PUBLICIDADE
Topo

Japão intensifica operações de resgate após inundações que mataram mais de 30

06/07/2020 06h08

Tóquio, 6 Jul 2020 (AFP) - Equipes de resgate intensificaram nesta segunda-feira (6) as operações de resgate no Japão em busca de sobreviventes, após as inundações e deslizamentos de terra do fim de semana que mataram pelo menos 34 pessoas.

Autoridades locais temem o aumento do número de vítimas fatais em consequência das chuvas torrenciais que afetam desde sábado a região de Kumamoto, na ilha de Kyushu.

O governo da região de Kumamoto, sudeste do país, confirmou 18 mortes e anunciou 16 pessoas em situação de "parada cardiorrespiratória", termo geralmente utilizado no Japão para anunciar o falecimento de uma pessoa que ainda não teve a morte confirmada oficialmente por um médico.

"As equipes de resgate continuam as buscas incansáveis, afirmou o porta-voz do governo local.

Pelo menos 11 pessoas são consideradas desaparecidas.

As inundações destruíram estradas e derrubaram pontes, o que deixou muitas comunidades isoladas do mundo.

Em uma das áreas mais afetadas, os moradores escreveram as palavras "arroz, água, SOS" no chão, enquanto outros agitavam toalhas para pedir ajuda.

Em uma casa de repouso, as autoridades presumem que 14 pessoas se afogaram devido à inundação do térreo após a cheia de um rio, o que impediu que os residentes em cadeiras de rodas buscassem refúgio nos andares superiores.

Os serviços de emergência e outros residentes conseguiram resgatar 50 idosos e funcionários do local.

kh-mc/etb/ob/ahg/gma/fp

KYUSHU ELECTRIC POWER