PUBLICIDADE
Topo

O opositor Abinader proclama vitória na eleição presidencial da República Dominicana

06/07/2020 06h00

Santo Domingo, 6 Jul 2020 (AFP) - "Ganhamos, hoje ganhamos!", anunciou o opositor Luis Abinader após a eleição presidencial de domingo na República Dominicana, ao celebrar um triunfo já reconhecido por seus principais rivais e pelo atual presidente, Danilo Medina.

Abinader, candidato do social-democrata Partido Revolucionário Moderno (PRM), tem 53,11% dos votos após a apuração de 56,5% das urnas pela Junta Central Eleitoral (JCE). Com 1.198.751 sufrágios, liderava amplamente a contagem preliminar.

Gonzalo Castillo, o aspirante de centro-esquerda do Partido da Libertação Dominicana (PLD) de Medina, tinha 838.005 votos, equivalentes a 37,09%.

"Nunca esqueceremos a quem devemos esta vitória. Devemos a vocês. Por isso, esta noite ganhamos todos", comemorou Abinader na sede de sua campanha em Santo Domingo.

Ele assumirá a presidência em 16 de agosto, o que acabará com 16 anos de PLD no poder.

Castillo e o ex-presidente Leonel Fernández (1996-2000, 2004-2008 e 2008-2012), que disputou a eleição por um movimento que fundou após o rompimento com o PLD e totalizava 196.394 votos (8,70%), reconheceram a vitória do empresário de 52 anos.

A apuração oficial "demonstra que há uma tendência irreversível e que a partir de agora temos um presidente eleito (...) Nossas felicitações ao sr. Luis Abinader", declarou Castillo.

"Felicitamos Abinader por ter sido eleito presidente da República, para o período 2020-2024, com o voto majoritário do povo dominicano", escreveu Fernández no Twitter.

O presidente Medina também reconheceu a vitória do empresário. "Estendemos por esta via nossa felicitação ao novo presidente eleito @LuisAbinader", tuitou.

A votação de domingo foi marcada pela pandemia de COVID-19, em meio a uma explosão de casos na ilha caribenha. Os eleitores utilizaram máscaras e respeitaram a distância de dois metros nas filas.

Quase 7,5 milhões de dominicanos estavam registrados para escolher o presidente, vice-presidente, 32 senadores, 190 deputados e 20 representantes no Parlamento Centro-Americano.

A JCE ainda não oficializou a vitória de Abinader, que exige 51% dos votos para evitar o segundo turno.

As eleições estavam previstas para 17 de maio, mas foram adiadas devido à pandemia.

O país registrou no domingo o recorde de contágios diários, con 1.241 casos reportados, segundo as autoridades de saúde. No sábado, a República Dominicana superou pela primeira vez a marca de 1.000 infectados em 24 horas.

O país registra até o momento 37.425 casos e 794 mortes por COVID-19.

Um membro da missão de observação eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA), que viajou de Washington para a ilha, testou positivo para o coronavírus e está isolado, informou a organização.

As eleições foram supervisionadas por 151 observadores internacionais.

str/atm/erc/lda/fp