PUBLICIDADE
Topo

Hong Kong reforça medidas de distanciamento social para combater COVID-19

09/07/2020 08h50

Hong Kong, 9 Jul 2020 (AFP) - Hong Kong reforçou, nesta quinta-feira (9), as medidas de distanciamento social para lutar contra um recente aumento de casos de coronavírus na cidade, que havia conseguido, em grande medida, limitar as infecções locais nos últimos meses.

As autoridades sanitárias deste território de 7,5 milhões de habitantes estão preocupadas com o recente aparecimento de novos surtos e com a multiplicação do número de casos.

Nas últimas 24 horas, a cidade registrou 34 infecções, o número mais alto em um único dia em mais de três meses.

As autoridades anunciaram que o número de pessoas que poderão se reunir em bares e restaurantes voltará a ser limitado, como há algumas semanas.

Hong Kong foi um dos primeiros lugares do mundo a ser atingido pelo novo coronavírus no início do ano, depois do surgimento da COVID-19 na China.

Os moradores da cidade nunca foram submetidos a um confinamento, mas, traumatizados pela epidemia de SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave) de 2003, que causou 299 mortes, usavam máscaras e mantinha distância uns dos outros.

Desde o início da epidemia, o número total de casos registrados em Hong Kong chega a 1.365, com sete óbitos.

Novos surtos começaram a aparecer nos últimos dois dias, particularmente em um lar para idosos, onde ao menos 32 casos foram relatados.

A origem de pelo menos 12 novas infecções nos últimos cinco dias é desconhecida.

Em junho, Hong Kong flexibilizou suas normas de distanciamento social para permitir reuniões públicas de até 50 pessoas, reabrir parques temáticos e eliminar as restrições de clientes nos restaurantes.

yz/jta/juf/sst/mab/zm/tt