PUBLICIDADE
Topo

Mexicano Gurría deixará OCDE em junho de 2021

10/07/2020 14h15

Paris, 10 Jul 2020 (AFP) - O mexicano Ángel Gurría, secretário-geral da OCDE e grande arquiteto de sua renovação desde 2006, não concorrerá novamente à presidência da instituição e deixará o cargo em junho de 2021, anunciou nesta sexta-feira.

"Hoje anunciei no conselho da OCDE que não aspirarei a um novo mandato", disse o ex-ministro das Finanças do México (de janeiro de 1998 a dezembro de 2000) no Twitter.

Gurría foi o arquiteto da renovação dessa organização, que hoje tem 37 membros, mas que estava ameaçada de obsolescência no início dos anos 2000.

A OCDE está particularmente preocupada em realizar uma reforma tributária internacional, liderada pelo francês Pascal Saint-Amans.

Também no Twitter, Saint-Amans prestou homenagem a quem "transformou a OCDE em uma organização de classe mundial, um dos principais pilares do multilateralismo". "Estamos ansiosos para trabalhar com ele no próximo ano nas novas regras tributárias internacionais", acrescentou.

As negociações internacionais sobre a tributação do setor digital - centro da discórdia entre Washington e Paris - sofreram recentemente um duro golpe após a "pausa" anunciada pelos Estados Unidos.

cda/tq/LyS/mab/pc/cc