PUBLICIDADE
Topo

Belarus rejeita candidatura presidencial de opositor detido

14/07/2020 10h32

Minskie, Bielorrússia, 14 Jul 2020 (AFP) - A Comissão Eleitoral de Belarus (ou República da Bielorrússia) rejeitou, nesta terça-feira (14), a candidatura para as eleições presidenciais de agosto de Viktor Babaryko, um opositor detido considerado o principal adversário do presidente Alexander Lukashenko.

A candidatura deste ex-banqueiro, de 56 anos, foi rejeitada, porque ele não teria declarado toda sua renda e teria recebido financiamento estrangeiro para sua campanha.

Segundo os investigadores, Viktor Babaryko foi preso em meados de junho sob suspeita de ser o chefe de um "grupo organizado", acusado de "fraude" e de "lavagem de dinheiro", pelo Banco Belgazprombank, filial do gigante russo do gás Gazprom, do qual foi presidente.

A ONG Anistia Internacional o classificou como um "preso de consciência".

Sua detenção deflagrou um movimento de protesto pacífico, reprimido com dezenas de detenções.

Minsk acusou tanto o Ocidente, quanto a Rússia, de tentarem interferir nas eleições. No caso de Moscou, o presidente Lukashenko insinuou que estava por trás da candidatura de Viktor Babaryko.

No total, a comissão registrou, nesta terça, cinco candidatos às eleições de 9 de agosto. Entre eles, está Alexander Lukashenko, de 65 anos, que aspira a um sexto mandato à frente desta antiga república soviética de nove milhões de habitantes.

tk-rco/alf/at/mab/zm/tt

GAZPROM