PUBLICIDADE
Topo

UE autoriza acesso a câmaras de compensação de Londres depois de janeiro de 2020

21/09/2020 09h25

Bruxelas, 21 Set 2020 (AFP) - Os mercados financeiros europeus poderão continuar utilizando as câmaras de compensação de Londres depois do período de transição posterior ao Brexit, para evitar qualquer risco de instabilidade financeira, decidiu a Comissão Europeia nesta segunda-feira.

Por esta decisão os bancos e outras instituições financeiras europeias poderão recorrer às câmaras londrinas de compensação por um período de 18 meses a partir de 1 de janeiro de 2021.

"Adotamos esta decisão para proteger nossa estabilidade financeira", destacou o vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, em um comunicado oficial.

"Esta decisão de duração determinada dá aos agentes do mercado da UE o tempo para reduzir sua exposição excessiva às câmaras de compensação do Reino Unido", completou.

O Reino Unido, que saiu formalmente da UE em 31 de janeiro, aplicará as normas da UE até 31 de dezembro de 2020, um período de transição durante o qual Londres e Bruxelas esperam chegar a um acordo comercial que regulamente sua futura relação.

A próxima etapa oficial de negociações sobre o acordo acontecerá em Bruxelas a partir de 28 de setembro.

zap/fmi/ahg/zm/fp