PUBLICIDADE
Topo

Bulgária expulsa dois diplomatas russos acusados de espionagem

23/09/2020 13h32

Sófia, 23 Set 2020 (AFP) - A Bulgária vai expulsar dois diplomatas russos acusados pela Justiça de espionagem militar, anunciou o Ministério das Relações Exteriores de Sofia nesta quarta-feira (23).

Esses diplomatas obtinham, desde 2016, "informações sobre os projetos de modernização do Exército búlgaro", segundo o ministério.

Eles têm 72 horas para abandonar a Bulgária, que já expulsou um diplomata russo em outubro de 2019 e um segundo, junto com um funcionário da embaixada da Rússia em Sofia, em janeiro de 2020.

"Eles tinham como objetivo entregar as informações obtidas, que constituem segredo de Estado, à inteligência militar russa em Moscou", destacou o ministério.

Os diplomatas foram ajudados por dois búlgaros que tinham acesso às informações sobre a indústria militar e que, em algumas ocasiões, foram pagos por seus serviços, sempre de acordo com o ministério.

A Bulgária, membro da OTAN desde 2004 e da União Europeia desde 2007, mantém tradicionalmente estreitas relações políticas e econômicas com Moscou, mas os casos de espionagem com cidadãos russos envolvidos estão aumentando.

Ex-país satélite da URSS, a Bulgária ainda possui armamento soviético em grande parte. Oito aviões F-16 americanos comprados em julho passado lhe serão entregues em 2024, devido a um programa de modernização da OTAN.

vs-bg/jz/age/mar/aa