PUBLICIDADE
Topo

Recurso sobre ouro venezuelano em Londres terá sentença anunciada

24/09/2020 14h22

Londres, 24 Set 2020 (AFP) - O julgamento de recurso sobre quem, entre Nicolás Maduro e Juan Guaidó, tem o poder de decidir o destino de 30 toneladas de ouro venezuelano depositadas no Banco da Inglaterra foi julgado em tribunal londrino nesta quinta-feira.

"Vamos anunciar a decisão o mais breve possível", limitou-se a dizer o presidente do tribunal, após três dias de audiências centradas em questões técnicas de interpretação da lei, sem testemunhas ou peritos.

Na última sessão, os juízes Lewison, Males e Phillips do Tribunal de Apelações de Londres ouviram o advogado da oposição venezuelana defender que, uma vez que o Reino Unido reconheceu Guaidó como presidente interino da Venezuela, não tem jurisdição para questionar nomeações feitas por ele.

Depois de se proclamar presidente responsável e ter sido reconhecido por cinquenta países, Guaidó nomeou sua própria liderança paralela do Banco Central da Venezuela em julho de 2019.

Essas nomeações foram imediatamente invalidadas pela Suprema Corte da Venezuela, leal a Maduro.

Entretanto, isso não o impediu de dirigir-se ao Banco da Inglaterra alegando ser o legítimo representante do país e pedindo-lhe que não entregasse ao governo o ouro, avaliado em mais de um bilhão de dólares, que guarda em seus cofres.

acc/es/cc