PUBLICIDADE
Topo

Detento abre fogo e mata policial em delegacia de Londres

25/09/2020 11h41

Londres, 25 Set 2020 (AFP) - Um policial britânico morreu na madrugada desta sexta-feira ao ser atingido por um tiro de um detento em uma delegacia do sul de Londres, no primeiro caso desde 2012 de um agente morto a tiros no cumprimento do dever.

O policial faleceu no hospital depois de ter sido atacado por um homem que estava preso no centro de detenção de Croydon.

O detento, de 23 anos, também foi levado ao hospital em estado grave com um ferimento de bala, de acordo com um comunicado, que afirma ainda que nenhum agente utilizou sua arma durante o incidente.

"Os primeiros indícios sugerem que o suspeito pode ter atirado em si mesmo", afirmou a chefe da Scotland Yard, Cressida Dick, antes de completar que "isso ainda não é um fato comprovado".

Ela expressou as "mais profundas condolências" aos familiares da vítima, que não teve a identidade revelada, e disse que estava "profundamente consternada e entristecida" pelo ocorrido.

O jornalista da BBC Danny Shaw, especializado em temas policiais, acredita que o suspeito era conhecido da polícia antiterrorista, que o teria vigiado no passado, mas a Scotland Yard não confirmou a informação.

Os últimos policiais britânicos mortos a tiros no cumprimento do dever foram Fiona Bone e Nicola Hughes, vítimas em setembro de 2012 de uma emboscada por um traficante de drogas em Manchester.

Desde então, cinco agentes morreram em serviço no Reino Unido em ataques com arma branca ou em perseguições de automóveis.

acc/mar/fp