PUBLICIDADE
Topo

Candidato de Evo Morales chama denúncia da oposição de 'ação desesperada'

27/09/2020 18h48

La Paz, 27 Set 2020 (AFP) - Luis Arce, herdeiro político do ex-mandatário boliviano Evo Morales, classificou neste domingo (27) de uma "ação desesperada" a denúncia apresentada pela oposição que pode resultar na inabilitação de seu partido nas eleições de 18 de outubro.

"Todas as ações que [a oposição] tentará são ações desesperadas por enfrentar o MAS (Movimento ao Socialismo)", declarou à imprensa o candidato presidencial de esquerda.

A três semanas das eleições gerais na Bolívia, um Tribunal de Justiça de La Paz admitiu um recurso legal apresentado pela senadora de direita Carmen Eva Gonzáles, solicitando a retirada da sigla MAS das eleições por transgressão da lei que proíbe os partidos de divulgar pesquisas eleitorais.

O resultado do recurso será anunciado em 5 de outubro e uma eventual decisão favorável à oposição deixaria o MAS de fora das eleições.

"O recuso apresentado na verdade nos fortalece, porque é uma evidência clara de que a direita sabe que o Movimento ao Socialismo (MAS) vai ganhar e vai ganhar de maneira contundente nas eleições", continuou Arce.

Em 14 de julho, durante uma entrevista para a televisão, Arce divulgou dados de uma pesquisa interna de seu partido que lhe atribuíam uma vitória no primeiro turno com uma diferença de 18 pontos percentuais em relação ao segundo colocado, Carlos Mesa.

No intuito de evitar uma punição, o MAS apresentou uma ação de inconstitucionalidade contra o mesmo artigo que o partido havia usado há alguns anos para inviabilizar a candidatura de adversários políticos.

Arce, ex-ministro da Economia de Morales (2006-2019), é o favorito nas pesquisas para vencer as eleições de 18 de outubro.

gbh/dga/am