PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Boris Johnson admite obesidade e diz ter perdido peso após ter covid-19

3.jun.2020 - Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson - Chris J Ratcliffe / Getty Images
3.jun.2020 - Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson Imagem: Chris J Ratcliffe / Getty Images

29/09/2020 12h38

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, reconheceu nesta terça-feira (29) que apresentava um quadro de obesidade quando adoeceu gravemente há alguns meses, devido ao coronavírus, mas disse que se sente muito "mais em forma" depois de perder peso.

O líder conservador de 56 anos passou três noites hospitalizado em terapia intensiva em abril, após contrair a doença. Entre as condições físicas frequentemente citadas pelos médicos como fator de risco, está o excesso de peso.

Desde então, não param os questionamentos sobre o impacto que a covid-19 teve na saúde do premiê em longo prazo.

"Estou mais em forma do que antes", Johnson respondeu a um repórter, ao ser questionado sobre sua saúde, durante um evento público.

"Quando você chega a pesar 111 kg, como eu, com 1,78 metro, provavelmente é uma boa ideia emagrecer. Foi o que fiz e me sinto muito melhor", afirmou.

Um homem com o peso e a altura mencionados por Johnson teria um índice de massa corporal (IMC) de 34,9 e seria considerado obeso, de acordo com uma calculadora on-line disponibilizado pelo serviço britânico de saúde.

Não é a primeira vez que Johnson se vangloria de sua boa saúde, chegando a fazer flexões na frente de jornalistas para mostrar sua condição física.

Ele foi recentemente fotografado correndo com um "personal trainer" no St. James Park de Londres, perto de Downing Street.

Ainda assim, a questão sobre sua saúde continua a ser recorrente no Reino Unido, onde o coronavírus matou 42.000 pessoas - o maior saldo para um país europeu - e onde o número de infecções tem aumentado nas últimas semanas.

Coronavírus