PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Ataque americano mata 17 jihadistas na Síria

Exército americano anunciou  que executou um ataque contra dirigentes da Al-Qaeda no noroeste da Síria - Hassan Ammar/AP
Exército americano anunciou que executou um ataque contra dirigentes da Al-Qaeda no noroeste da Síria Imagem: Hassan Ammar/AP

Em Beirute

23/10/2020 06h22

O exército americano anunciou ontem que executou um ataque contra dirigentes da Al-Qaeda no noroeste da Síria, no qual morreram pelo menos 17 jihadistas e cinco civis, segundo a ONG OSDH (Observatório Sírio dos Direitos Humanos).

"As forças americanas executaram um ataque contra um grupo de dirigentes da Al-Qaeda na Síria, que estavam reunidos perto de Idlib", informou a comandante Beth Riordan, porta-voz do Comando Central do exército americano (Centcom).

"A eliminação dos dirigentes da Al-Qaeda na Síria vai reduzir a capacidade da organização terrorista de planejar e executar atentados que ameaçam os cidadãos americanos, nossos aliados e civis inocentes", completou em um comunicado, que não informa o número de mortos.

De acordo com o OSDH, que tem sede no Reino Unido, o ataque com drone teve como alvo uma reunião de jihadistas na localidade de Yakara, região de Salqin. Dos 17 mortos, 11 seriam comandantes do grupo.

A região de Idlib é a última zona da Síria hostil ao presidente Bashar al-Assad, onde operam grupos extremistas e rebeldes coordenados pelo Hayat Tahrir al-Sham (HTS), que já foi afiliado à Al-Qaeda.

O diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman, afirmou que cinco milicianos estrangeiros morreram no ataque, mas suas nacionalidades não foram reveladas.

Internacional