PUBLICIDADE
Topo

Mulher negra é nomeada para principal cargo da polícia de Nova York

29/10/2020 17h56

Nova York, 29 Out 2020 (AFP) - Uma mulher negra, Juanita Holmes, foi promovida nesta quinta-feira (29) a um cargo-chave na NYPD, o que pode ajudar a restaurar a confiança em uma instituição alvo de críticas por parte do movimento Black Lives Matter.

O prefeito democrata de Nova York, Bill de Blasio, nomeou Holmes como chefe da patrulha, colocando-a no comando de todas as 77 delegacias de polícia e da maioria da NYPD, a principal força policial municipal americana, que conta com quase 35.000 agentes.

"É extremamente importante que os líderes da polícia se pareçam com a cidade (...), que realmente entendam os bairros e as pessoas", anunciou o prefeito democrata.

Após 30 anos de carreira na polícia e uma breve experiência no setor privado, Holmes já era, desde dezembro, a responsável pela "colaboração" da instituição com a população, a mulher mais velha da polícia de Nova York.

Holmes reconheceu que sua nomeação ocorreu em "um momento difícil" para a polícia a NYPD.

O Departamento de Polícia de Nova York foi acusado por inúmeras brutalidades durante os grandes protestos do Black Lives Matter que sacudiram a cidade de Nova York após a morte de George Floyd, no final de maio.

Em seguida, houve um surto de homicídios e tiroteios pela primeira vez desde os anos 1990.

Um número excepcionalmente alto de policiais deixou a instituição ou deseja sair, em sinal de baixa moral.

E o chefe anterior da patrulha, de origem dominicana, havia renunciado recentemente, após menos de um ano no cargo, resultado de desentendimentos com o prefeito, segundo a mídia local.

O principal sindicato policial de Nova York - contrário à de Blasio e apoiador da reeleição de Donald Trump - aplaudiu a nomeação de Holmes.

"A NYPD precisa desesperadamente de líderes capazes como o chefe Holmes, que possam enfrentar os políticos e ajudar a deter o declínio da cidade", tuitou seu presidente, Patrick Lynch.

cat/cjc/mls/ll/bn/mvv