PUBLICIDADE
Topo

Julgamento dos atentados de janeiro de 2015 na França é suspenso por caso de covid-19

31/10/2020 20h17

Paris, 31 Out 2020 (AFP) - O julgamento dos atentados jihadistas de janeiro de 2015 na França foi suspenso a princípio até a próxima quarta-feira porque o principal acusado, Aliz Riza Polat, testou positivo para o novo coronavírus, informou um advogado neste sábado (31).

Agora, os dez acusados terão que fazer exames de covid-19 e "o processo judicial será retomado em função dos resultados destes testes e da evolução do estado de saúde das pessoas afetadas", assegurou o presidente do tribunal especial, Régis de Jorna, em um e-mail enviado a todos os advogados de defesa da a parte civil.

Este "histórico" julgamento, iniciado no começo de setembro em Paris, deve determinar a responsabilidade dos supostos cúmplices dos autores dos atentados de janeiro de 2015 na redação da revista satírica Charlie Hebdo, e em um supermercado judaico, que deixaram 17 mortos no total.

Antes desta suspensão, o processo estava previsto para terminar em 14 de novembro.

mk/tib/lpt/eb/af/mvv