PUBLICIDADE
Topo

Oito combatentes pró-Irã morrem em ataqes israelenses na Síria

25/11/2020 06h19

Beirute, 25 Nov 2020 (AFP) - Ao menos oito combatentes estrangeiros, integrantes de milícias pró-Irã, morreram em ataques aéreos israelenses na Síria, afirmou nesta quarta-feira a ONG Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

Os ataques noturnos atingiram uma posição e um depósito de armas das forças iranianas e de seu aliado libanês, o movimento xiita Hezbollah, perto de Damasco, assim como uma posição de uma milícia pró-Irã no sul do país, segundo a ONG.

As nacionalidades das vítimas não foram determinadas.

De acordo com a agência estatal síria Sana, os bombardeios aconteceram pouco antes da meia-noite perto da localidade de Rwihinah, na província de Quneitra (sul) e na região de Jabal al-Manea, na província de Damasco.

Procurado pela AFP, o exército israelense não fez comentários sobre os ataques.

A agência Sana, com base em uma fonte síria, afirmou que os bombardeios israelenses provocaram "apenas danos militares".

Israel executou centenas de bombardeios aéreos e lançou mísseis contra a Síria desde o início da guerra civil no país árabe em 2011, em particular contra as forças iranianas e libanesas do Hezbollah mobilizadas em território sírio e contra as tropas governamentais sírias.

O conflito sírio, que começou com a repressão violenta das manifestações pró-democracia, se tornou mais complexo ao longo dos anos com o envolvimento de potências estrangeiras e grupos armados. A guerra deixou mais de 380.000 mortos e milhões de deslocados.

lar/tgg/hj/zm/mar/zm/fp