PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Cifras sobre seguro-desemprego nos EUA são errôneas, afirma agência

Cifras sobre seguro-desemprego nos EUA são errôneas, afirma agência - Reuters
Cifras sobre seguro-desemprego nos EUA são errôneas, afirma agência Imagem: Reuters

30/11/2020 21h48

Washington, 1 dez 2020 (AFP) - As cifras semanais de pedidos de seguro-desemprego, que medem a situação do mercado de trabalho americano, apresentaram erros desde o começo da pandemia, afirmou nesta segunda-feira uma agência do governo federal.

Os dados, que compilam informações registradas pelo Estado, por vezes inflaram e subestimaram o número de solicitantes do auxílio, o que faz o indicador perder credibilidade, assinalou a agência.

A constatação do independente General Accountability Office (GAO), agência de auditoria do Congresso, faz parte de um relatório que examinou a resposta do governo federal à pandemia. O Departamento de Trabalho, que divulga os dados semanalmente, apresentou "estimativas errôneas do número de pessoas que solicitam o benefício desde o começo da pandemia".

O GAO assinalou que desconhece o alcance total dos erros, devido ao fato de existirem solicitações anteriores à pandemia que superaram a capacidade dos sistemas de gestão dos estados. O Departamento do Trabalho usa cifras estaduais para anunciar o número de pessoas que reclamam o benefício.

A agência de auditoria afirmou que o programa de ajuda criado pelo Congresso para pessoas desempregadas cujos direitos expiraram ou que não podem solicitar o auxílio em nível estadual paga aos beneficiários menos do que eles deveriam receber.

Internacional