PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Mais de 4.000 pessoas deixam suas casas após erupção de vulcão na Indonésia

Moradores observam erupção do vulcão Lewotolo, na Indonésia - Joy Christian/AFP
Moradores observam erupção do vulcão Lewotolo, na Indonésia Imagem: Joy Christian/AFP

30/11/2020 08h42

Jacarta, 30 Nov 2020 (AFP) - Mais de 4.400 habitantes abandonaram suas casas após a erupção do vulcão Lewotolo na Indonésia, que projetou uma coluna de fumaça e cinzas a mais de quatro quilômetros de altura, anunciaram as autoridades do país.

O Organismo de Gestão dos Riscos Geológicos e Vulcânicos elevou o estado de alerta ao segundo nível após a erupção de domingo. A zona de proibição foi ampliada de dois a quatro quilômetros ao redor da cratera.

A erupção, a primeira de envergadura desde 2017 do vulcão localizado na província das pequenas ilhas de Sonda Oriental, sul do arquipélago do sudeste asiático, não provocou feridos ou danos.

Mas as autoridades recomendaram aos habitantes que busquem proteção das cinzas vulcânicas e de possíveis emissões de gases.

O aeroporto de Wunopitu foi fechado temporariamente e os voos estão suspensos.

A Indonésia tem 130 vulcões ativos por sua posição no "anel de fogo" do Pacífico, uma das três zonas de maior atividade sísmica do planeta.

Internacional