PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Macron: é uma "grande mentira" dizer que as liberdades estão se desgastando na França

Macron: é uma "grande mentira" dizer que as liberdades estão se desgastando na França - Ludovic Marin - 10.set.2019/AFP
Macron: é uma "grande mentira" dizer que as liberdades estão se desgastando na França Imagem: Ludovic Marin - 10.set.2019/AFP

04/12/2020 14h39

O presidente da França, Emmanuel Macron, classificou hoje como uma "grande mentira" as alegações de que as liberdades estão se desgastando sob seu governo, em meio ao debate sobre um polêmico projeto de lei de segurança.

"Não posso permitir que se diga que estamos reduzindo as liberdades na França", disse Macron em entrevista ao portal online Brut.

O artigo 24 regulamenta a divulgação de imagens de policiais para, segundo as autoridades, protegê-los do ódio online.

"É uma grande mentira. Não somos a Hungria ou a Turquia", disse Macron, segundo o qual o debate "foi manchado por um discurso militante hostil ao governo e a seu servidor".

As manifestações contra esse projeto de lei se intensificaram na França após a agressão policial ao produtor musical negro Michel Zecler, pela qual quatro agentes foram indiciados.

Macron reconheceu que "há policiais violentos" e insistiu que eles "precisam ser punidos".

Mas também criticou a violência contra os policiais na manifestação do último fim de semana em Paris, que ele disse terem sido "atacados por loucos", "gente selvagem".

A entrevista de Macron para o Brut, portal de notícias em vídeo voltado para jovens, é vista como uma tentativa do presidente de ganhar credibilidade entre os jovens, especialmente preocupados com o problema da violência policial.

Os legisladores do LREM, partido de Macron, disseram na segunda-feira que iriam propor "reescrever completamente" o artigo 24 do projeto de lei de segurança.

Internacional