PUBLICIDADE
Topo

Nicarágua tenta resgatar garimpeiros presos após deslizamento

05/12/2020 16h21

Manágua, 5 dez 2020 (AFP) - Dois garimpeiros foram encontrados mortos neste sábado (5) por forças de resgate que trabalham em busca de um número desconhecido de garimpeiros que ficou preso após um deslizamento de terra no sul da Nicarágua.

"Até o momento encontramos dois corpos identificados como Israel Sequeira e Santos Herrera", originários do departamento sul da Nicarágua de Río San Juan, onde ocorreu o acidente, afirmou o representante do governo na área, Johnny Gutiérrez, ao site oficial 19 Digital.

Gutiérrez acrescentou que "o trabalho de resgate continua e deve ser concluído nas próximas horas, ou o mais tardar amanhã".

O acidente ocorreu na sexta-feira em uma mina localizada na comunidade La Esperanza, em Río San Juan, cerca de 200 quilômetros a sudeste da capital, Manágua.

Bombeiros, polícia e exército participam das operações e contam com o uso de uma retroescavadeira.

"Transferimos um componente de busca e resgate para o local (mina) La Esperanza 2, onde estão trabalhando, em coordenação com outras instituições do nosso exército, polícia e governo local" para resgatar os garimpeiros, declarou o vice-ministro de Interiores, Luis Cañas.

Na sexta-feira, a rádio oficial Nueva Ya falou de ao menos 10 pessoas presas, enquanto a organização ambientalista Fundación del Rio apurou no local versões de que o número de pessoas presas após o deslizamento poderia estar entre 7 e 18 indivíduos.

O líder da Fundación del Rio, Amaru Ruiz, explicou à AFP que o desabamento ocorreu em uma colina onde existem várias minas localizadas dentro de diferentes fazendas particulares, onde garimpeiros artesanais, conhecidos como "güiriseros", cavam vários túneis subterrâneos ao longo dos anos.

Como "o morro havia sido prejudicado pelas chuvas de todos esses meses e o material é argiloso, ele desabou", explica Ruiz.

bm/mav/yow/bn