PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

ONU afirma que ainda não recebeu prova de vida da princesa Latifa

Latifa Maktoum diz estar sendo mantida presa contra sua vontade; ONU pediu prova de vida em 19 fevereiro - Reprodução/BBC
Latifa Maktoum diz estar sendo mantida presa contra sua vontade; ONU pediu prova de vida em 19 fevereiro Imagem: Reprodução/BBC

05/03/2021 07h52

O Alto Comissariado para os Direitos Humanos da ONU ainda não recebeu prova de vida da princesa Latifa, a filha do soberano de Dubai que diz estar sendo mantida presa contra sua vontade e teme por sua vida, informou um porta-voz.

"Não, ainda não não", disse Rupert Colville, porta-voz do Alto Comissariado, durante uma reunião da ONU em Genebra.

O porta-voz declarou que houve discussões entre o Alto Comissariado e representantes dos Emirados em Genebra, mas sem grandes resultados.

A ONU afirmou no dia 19 de fevereiro que pediu aos Emirados Árabes Unidos provas de vida da princesa de 35 anos, filha de Mohammed bin Rached al-Maktum, líder do emirado de Dubai e primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos.

Ela havia tentado, sem sucesso, escapar de barco desta cidade-Estado do Golfo em 2018, antes de ser levada de volta.

Pessoas próximas a ela transmitiram vídeos nos quais ela diz estar trancada em uma "mansão transformada em prisão" e guardada por policiais. Desde então, não tiveram mais notícias dela.

De acordo com a emissora pública britânica BBC, os vídeos foram filmados cerca de um ano após sua tentativa de fuga fracassada.

Ainda em 19 de fevereiro, a embaixada dos Emirados Árabes Unidos em Londres emitiu uma declaração afirmando que: "sua família confirmou que Sua Alteza está sendo cuidada em sua casa, com o apoio de sua família e de profissionais médicos. Sua condição continua melhorando e esperamos que ela retome a vida pública no devido tempo".

Internacional