PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Bolivia amplia fechamento de fronteira com Brasil por nova variante da covid-19

Estrada do Pacífico, no Acre, passa pela capital do estado, Rio Branco, e vai até a tríplice fronteira com o Peru e a Bolívia  - Avener Prado/Folhapress
Estrada do Pacífico, no Acre, passa pela capital do estado, Rio Branco, e vai até a tríplice fronteira com o Peru e a Bolívia Imagem: Avener Prado/Folhapress

09/04/2021 17h50

La Paz, 9 Abr 2021 (AFP) - A Bolívia decidiu nesta sexta-feira (9) estender por mais uma semana o fechamento de sua fronteira com o Brasil, país mais afetado na América Latina pela pandemia da covid-19, para evitar o contágio com uma nova variante do vírus.

"Está decidida uma prorrogação, estendendo o fechamento da fronteira com o Brasil por sete dias", anunciou o vice-ministro de Comércio Exterior do Ministério das Relações Exteriores, Benjamin Blanco.

Na semana passada, o governo boliviano ordenou o fechamento de sua fronteira com o Brasil, e o presidente Luis Arce garantiu que um "encapsulamento" ou quarentena seria aplicado às populações da fronteira boliviana onde fosse verificada "circulação de variantes" do coronavírus.

A extensão do fechamento da fronteira se dá "em virtude das análises e avaliações epidemiológicas feitas pelo Ministério da Saúde nas fronteiras" e dos dados oferecidos pelas autoridades brasileiras sobre o comportamento do coronavírus, explicou Blanco à TV-Unitel.

O Brasil, com 212 milhões de habitantes, registrou mais de 345 mil mortes por covid-19 desde o início da pandemia, superado em números absolutos apenas pelos Estados Unidos.

Uma nova variante do coronavírus, aparentemente mais contagiosa, foi detectada na região amazônica do Brasil, razão pela qual cidades da fronteira boliviana estão em alerta.

A imprensa local relatou um aumento nos casos em hospitais públicos, mas o governo boliviano não relatou nenhuma infecção com a nova variante.

Uma semana atrás, a Bolívia também decidiu exigir que todos os visitantes estrangeiros fiquem em quarentena por 10 dias e tenham seguro médico para cobrir as despesas no caso de contrair a covid-19.

O vice-ministro Blanco disse que nos próximos dias será avaliado se o fechamento da fronteira com o Brasil será prorrogado novamente.

A Bolívia, com 11,5 milhões de habitantes, acumula mais de 279.200 casos e mais de 12.410 mortes.

Internacional