PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Erdogan considera que uma 'nova era' começou entre EUA e Turquia

Presidente da Turquia, Tayyip Erdogan discursa na Cúpula de Líderes sobre o Clima - Presidência da Turquia/Reuters
Presidente da Turquia, Tayyip Erdogan discursa na Cúpula de Líderes sobre o Clima Imagem: Presidência da Turquia/Reuters

21/06/2021 15h45Atualizada em 21/06/2021 16h41

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan considerou, nesta segunda-feira (21), que seu encontro em 14 de junho com seu homólogo dos Estados Unidos, Joe Biden, facilitou a abertura de uma "nova era" entre os dois países após anos de tensão.

"Acreditamos que abrimos as portas de uma nova era com os Estados Unidos, sobre uma base positiva e construtiva", declarou Erdogan à imprensa, no fim de uma reunião de seu gabinete.

"O único pedido da Turquia [a Washington] é que sua soberania econômica e política seja respeitada e que a apoiem em sua luta contra as organizações terroristas", acrescentou.

Ele afirmou também que quer aproveitar "o clima positivo" de sua reunião com Biden para "reforçar os canais de diálogo" entre ambos os países.

Os dois líderes se reuniram em 14 de junho à margem de uma cúpula da Otan em Bruxelas, pela primeira vez desde que Biden assumiu como presidente.

Vários assuntos prejudicaram recentemente as relações entre Ancara e Washington: a compra, por parte da Turquia, do sistema de defesa antiaéreo russo S-400, o apoio que os Estados Unidos fornecem às milícias curdas sírias ou a rejeição de Washington em extraditar o pregador Fethullah Gülen, acusado de ter organizado o golpe de Estado fracassado de 2016 contra Erdogan.

Depois que a Rússia entregou a primeira bateria do sistema de defesa antiaéreo S-400 para a Turquia, os Estados Unidos afastaram Ancara do programa de fabricação do avião furtivo F-35, alegando que os mísseis russos poderiam detectar os segredos tecnológicos e que eram incompatíveis com os dispositivos da Otan.

Desde então, a Turquia exigiu várias vezes que Washingon volte a incluí-la no programa.

Internacional