PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Blinken: 'muito difícil' EUA voltar a acordo com Irã se condições se alargarem

25/06/2021 10h11

Paris, 25 Jun 2021 (AFP) - O secretário de Estado americano, Antony Blinken, disse nesta sexta-feira (25) que será "muito difícil" que os Estados Unidos volte ao acordo sobre o programa nuclear iraniano, se as conversas se alargarem.

"Chegará um momento em que, sim, será difícil regressar aos padrões" do acordo, afirmou Blinken em entrevista coletiva ao lado do ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, em Paris.

O chanceler francês pediu ao Irã que tome suas "decisões finais" para salvar o pacto.

"Esperamos que as autoridades iranianas tomem as decisões finais, sem dúvida difíceis, que poderão permitir concluir" as negociações de Viena, disse o ministro Le Drian.

Após longas negociações, Irã, Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, China e Rússia alcançaram, em 2015, um acordo sobre o programa nuclear iraniano.

Com o pacto, o Irã teve um alívio das sanções ocidentais e da ONU em troca do compromisso de nunca adquirir armas nucleares e de reduzir drasticamente seu programa nuclear, posto sob um rígido controle da ONU.

O acordo foi minado em 2018 pela decisão do então presidente americano, Donald Trump, de abandoná-lo e restabelecer as sanções anteriormente impostas pelos Estados Unidos. Em resposta, o Irã deixou de cumprir parte de seus compromissos.

Ao chegar à Casa Branca em janeiro, Joe Biden anunciou sua intenção de retomar o acordo. As negociações foram retomadas em abril na capital austríaca entre os países signatários. A última rodada de diálogo terminou no domingo.

sct-meb/tjc/tt