PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Quase 300 palestinos são feridos em confrontos com Exército de Israel

Manifestante com bandeira da Palestina durante protesto contra ocupação israelense em Jerusalém - Ahmad Gharabli/AFP
Manifestante com bandeira da Palestina durante protesto contra ocupação israelense em Jerusalém Imagem: Ahmad Gharabli/AFP

30/07/2021 15h31

Cerca de 270 palestinos ficaram feridos na Cisjordânia hoje em confrontos com soldados israelenses durante protestos contra a colonização de Israel e no funeral de um jovem palestino morto ontem, disse a Cruz Vermelha Palestina.

Os distúrbios mais graves ocorreram em Beita, no norte, perto de Nablus, onde desde maio são comuns confrontos entre as forças de Israel e moradores que se manifestam contra a instalação de uma colônia próxima à cidade.

A maioria dos palestinos foi ferida pela inalação de gás lacrimogêneo, embora 50 deles tenham sido atingidos por balas de borracha e sete por balas reais, disse a Cruz Vermelha.

De acordo com o Exército de Israel, cerca de 150 palestinos atiraram pedras e pneus em chamas nos soldados, que responderam com "meios antidistúrbios" e disparos.

Conflitos semelhantes deixaram 320 feridos na semana passada, segundo a Cruz Vermelha, e um palestino de 17 anos foi morto após ser baleado por militares.

Hoje, também houve tumultos no funeral de um palestino de 20 anos, morto no dia anterior durante confrontos com soldados palestinos no funeral de outro adolescente palestino.

A Cisjordânia é um enclave palestino ocupado por Israel desde 1967 e onde 470.000 israelenses vivem em colônias consideradas ilegais pelo direito internacional.

Internacional